sábado, 1 de março de 2008

Minha gente, não me deixem só.

Não desistam de mim. Tô arrumando umas coisinhas aqui. Tenham fé.


Em tempo: Às vezes eu passo dias elaborando um texto que organiza literária e minuciosamente os meus sentimentos (e os dos outros - na minha pretensiosa visão sobre eles). Faço isso na esperança que isso sirva para que eu possa compreendê-los, processá-los, aceitá-los e tocar a vida de forma mais harmônica e em paz (comigo mesmo, com os meus sentimentos e com os outros). No entanto, cada vez mais eu acho que meu esforço de organização é feito para que, depois de tudo pronto (se bem que nunca vai estar tudo pronto), uma frase mude tudo, todas as premissas, inverta a lógica, revogue dogmas, mude as regras do jogo, troque as variáveis e eu precise recomeçar tudo de novo. Sacumé? Então!... Paciência, pliiiiissss!
E eu garanto que vocês não perdem por esperar. Tenho tanta coisa pra contar, pra partilhar, pra escrever. Mas não hoje, hoje é só um prefácio sobre nada. Porque tem tido tanta obrigação para fazer - obrigação do tipo obrigação-obrigacional, faça-ou-faça, simplesmente-levante-e-saia-fazendo, que quando chega a hora de fazer algo que realmente gosto, como destilar peçonha em letras para os leitores desta biblioblogoteca rirem ou odiarem (às vezes simultaneamente), a paciência acabou, a vontade acabou, até a irritação acabou e ficou somente um cansaço negro, vazio, oco e seco.

Sejam tolerantes, portanto. Ou simplesmente não leiam, vocês não são obrigados... Mas, não me deixem só!

3 comentários:

helentry disse...

Pode saber que seu esforço será swempre apreciado por mim.Nunca ficará só.Só mesmo quando meu ausento do Orkut, como estes dias em que viajei, não leio seu blog.
Amo literatura e você nos faz desejar ler mais. Parabéns. Eu entendo muito bem essa vontade de expor o que vai nesta ilustre e letrada cabeça de bibliotecário humano... Parabéns!

Badá Rock disse...

Eu estou aqui, esperando pacientemente, entrando no blog todos os dias para espiar...
Não vou abandonar você.
Um beijo e se cuida.

O Bibliotecário disse...

Grande sorte a minha ter leitoras deste quilate. E se fossem as únicas já valeria muito a pena gastar horas e horas escrevendo aqui... só pra vcs!

Em tempo: todos os leitores e suas respectivas opiniões, são igualmente preciosos e inestimáveis. Não fiquem com ciumes!... E não me deixem só!