quinta-feira, 16 de agosto de 2007


terminar sozinho
no túmulo de um quarto
sem cigarros
nem bebida-
careca como uma lâmpada,
barrigudo,
grisalho,
e feliz por ter um quarto.
...de manhã
eles estão lá fora
ganhando dinheiro:
juízes, carpinteiros,
encanadores , médicos,
jornaleiros, guardas,
barbeiros, lavadores de carro,
dentistas, floristas,
garçonetes, cozinheiros,
motoristas de táxi...
e você se vira
para o lado pra pegar o sol
nas costas e não
direto nos olhos.


Charles Bukowski

2 comentários:

fatimapombophotos disse...

eu o li, para mim apenas um degenerado

Eloisa Helena disse...

Interesante!Depois do seu texto sobre Bukowski, pensei estar convencida de que ele era ruim.Mas ao ler seu poema, junto à imagem, fiquei enternecida pelo fétido!Tocante a solidão deste ser, como um bicho...lindo!Lembrei-me sabem de quem? Augusto dos Anjos!
Contraste forte com o Mágico de Oz, com a gravura abaixo. è a vida é chei de contrastes:uns sonham demais, outros nem sonham...
Elô